Empresa inicia trabalhos de varrição terceirizada

A terceirização foi uma proposta do prefeito Mario Pereira para melhorar o serviço prestado, exclusivamente, com servidores públicos municipais.

Empresa foi contratada por 24 meses (Divulgação)

A empresa Márcia de Freitas Ziroldo ME, vencedora da Concorrência Pública 02/2018, iniciou os trabalhos de varrição das ruas dos dois primeiros lotes licitados pela prefeitura de Ribeirão Claro. A vencedora foi contratada por 24 meses e empregará prioritariamente mão de obra local a pedido do prefeito Mario Augusto Pereira. Além dos dois lotes com ruas da região central, será aberta nos próximos meses uma nova concorrência para a contratação de empresa responsável pela varrição de outros lotes do perímetro urbano.

A terceirização foi uma proposta do prefeito Mario Pereira para melhorar o serviço prestado, exclusivamente, com servidores públicos municipais. A medida também desonera a folha de pagamento do município e abre novas oportunidades de emprego para a população, prioridades da gestão atual.

A Zona 1 contém as ruas Coronel Emílio Gomes, Doutor Vicente Machado, Doutor Xavier da Silva, Expedicionários, Doutor João Pessoa, Major João Leonel de Carvalho, Marechal Deodoro da Fonseca, Wilson Rodrigues de Oliveira, Romualdo Chiarotti, Vereador Joaquim de Carvalho, Elda Barduil Bechara, Laura Garrido Pereira, Prefeito Francisco Paladino, Duque de Caxias, José Chammas Cassar, Antônio Cirelli, Luiz Fabiani, Marechal Floriano Peixoto, Coronel Joaquim Ribeiro Gomes e Sunão Tanaka.

A Zona 4, compreende as ruas Doutor Vicente Machado, José Bernardo Faria Néia, Oswaldo Amaral de Oliveira, Coronel José Botelho, Ana Cirelli, Deolindo Panich, Cassiano Costa da Silva, Coronel Joaquim Ribeiro Gomes, Idalina Baggio Cassetari, Coronel Emílio Gomes, Doutor Xavier da Silva, Antônio Cirelli, José Chammas Cassar, Marechal Floriano Peixoto, Expedicionários, Califórnia, Marco Fonteque e Luiz Fabiani.

De acordo com o diretor do Departamento de Licitações, Mateus Moreton, a previsão é de que a segunda concorrência aconteça no início de 2019. “Estamos preparando o processo licitatório e a previsão é que ele aconteça em janeiro de 2019”, finalizou.