Paraná gerou 6.937 vagas de emprego em outubro

O resultado coloca o Estado em terceiro lugar no ranking nacional, atrás apenas de São Paulo e Minas Gerais.

Foto: Gilson Abreu/Arquivo ANPr

O Paraná gerou 6.937 vagas de emprego com carteira assinada em outubro, segundo mostra o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho. Este é o melhor resultado para o mês de outubro desde 2013 e representa um aumento de 46%, se comparado ao ano anterior.

No acumulado do ano (janeiro a outubro), o saldo do Paraná foi de 61.566 novos postos de trabalho. O resultado coloca o Estado em terceiro lugar no ranking nacional, atrás apenas de São Paulo e Minas Gerais.

O economista do Observatório do Trabalho da Secretaria Especial do Trabalho e Relações com a Comunidade, Alexandre Chaves, afirma que praticamente todos os setores criaram novas vagas no mês passado, com destaque para o comércio, principalmente o varejista. “O setor foi responsável por 44% dos empregos no Paraná, o que equivale a 3.028 postos de empregos formais”, disse.

Na sequência ficaram os setores de Serviços e da Indústria de Transformação, com 2.281 e 1.550 novos postos, respectivamente.

Para o secretário estadual do Trabalho, Paulo Rossi, os números representam a compromisso do Estado com a geração de empregos. “O Governo do Paraná fez sua lição de casa com uma gestão competente, eficiente e com muitos investimentos. O resultado é o ciclo virtuoso na geração de empregos para a população paranaense em vários setores”, afirmou.

NO PAÍS – Entre as dez cidades que mais geraram empregos no País, duas são paranaenses. Curitiba é a 3ª cidade com maior saldo de empregos em outubro (2.215), e Maringá é a 10ª, com 1.095 novos postos de trabalho.

O Brasil terminou o mês de outubro com saldo positivo de 57.733 postos de trabalho formais, o que representa um acréscimo de 0,15% em relação ao mês anterior. No acumulado do ano, foram gerados 790,6 mil empregos com carteira assinada no País.