Pedras soltas, mato alto e galhos nas ruas revoltam moradores em Jacarezinho

Muitas ruas estão com pedras soltas, mato alto e até galhos que não foram recolhidos estão no meio das vias

Moradores das ruas Pará e Rio Grande na vila Scyllas em Jacarezinho estão revoltados com a falta de atenção no local por parte do poder público. Muitas ruas estão com pedras soltas, mato alto e até galhos que não foram recolhidos estão no meio das vias.

O morador Michel Lucas Lutterbeck flagrou a situação e enviou as imagens para o portaljnn.com com a denúncia. “Moro aqui na vila Scyllas, mais precisamente na rua Pará. As ruas adjacentes aqui estão um caos. Matagal no meio da rua, sem contar que com a chuva as pedras descem todas para o fim das ruas e também com o risco de escorpiões com o tempo de verão”, desabafou o morador.

Ele afirmou ainda que na rua Rio Grande há uma placa que diz existir recurso para recapeamento, mas não há obra alguma no local. “Uma vergonha”, diz Lucas. Ele mora no local há cerca de dois anos e contou que toda vez que chove é a mesma situação. “Descaso total pela parte da prefeitura. A rua Espírito Santo fica intransitável tanto para veículos quanto para moradores transitarem a pé, tendo que em vista há muitos idosos que residem ali”, disse.

Lutterbeck diz ainda que no local há dois terrenos baldios e muito mato e sujeira, o que preocupa com o alto índice de aparição de escorpiões. “Certo que a sujeira é dos próprios moradores, mas não há nenhuma escala da prefeitura para coleta de galhos ou diversos lixo como sofá entre outros”, desabafou.

O morador contou que após as chuvas, as máquinas da prefeitura passam pelo local e acertam as ruas, mas tudo ocorre novamente com novas chuvas. “Nesse período de verão fica difícil. Se por exemplo, um idoso que reside ali passar mal, como irá sair de carro ou até mesmo a ambulância do SAMU socorrer fica difícil”, finalizou.

Outro lado

A reportagem entrou em contato com o secretário municipal de conservação urbana, José Antonio Costa, mas até a publicação da reportagem não obteve retorno às mensagens.