Prefeitura aguarda ministério para ceder UPA ao Hospital do Câncer

Governo Federal fez novas solicitações sobre a mudança de finalidade, que já foram atendidas pela Secretaria Municipal de Saúde

Foto: Antônio de Picolli

A instalação da unidade avançada do Hospital do Câncer de Londrina (HCL) em Santo Antônio da Platina, depende única e exclusivamente da avaliação de novos documentos solicitados ao Município pelo Ministério da Saúde, que diz respeito à mudança de finalidade da estrutura onde deveria funcionar a Unidade de Pronto Atendimento (UPA). A informação foi repassada na tarde desta segunda-feira (1º) pela secretária da Pasta, Gislaine Galvão.

Segundo Gislaine os documentos já foram enviados ao governo federal, que deve se pronunciar em breve e em definitivo, sobre a proposta apresentada pela prefeitura ao Ministério da Saúde no ano passado. “Com a mudança do governo (federal) vieram algumas exigências extras as quais já providenciamos e enviamos ao Ministério da Saúde. A proposta continua a mesma: a utilização da estrutura pelo Hospital do Câncer de Londrina (HCL). Agora é uma questão de tempo”, pondera a secretária.

Estrutura construída para Unidade de Pronto Atendimento será cedida para o Hospital do Câncer de Londrina
CRÉDITO: Antônio de Picolli

Pelo acordo o município vai repassar ao HCL a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), construída no final da gestão do ex-prefeito Pedro Claro de Oliveira Neto (DEM), porém fechada há mais dois anos sem utilização. A transação está sendo possível porque o Ministério da Saúde aceitou a proposta para que 150 UPAs fechadas em todo o País possam ter outra finalidade, desde que voltada para a área de saúde.

A Unidade de Pronto Atendimento construída em Santo Antônio da Platina ocupa uma área de 1, 2 mil metros quadrados na avenida José Palma Rennó. O investimento do Ministério da Saúde corrigido a valores de hoje aproxima-se de R$ 3 milhões, com uma pequena parte dos recursos bancados pelo município. Com mais dois mil metros quadrados de área, será possível a construção de outras instalações.

Estrutura construída para Unidade de Pronto Atendimento será cedida para o Hospital do Câncer de Londrina
CRÉDITO: Antônio de Picolli

A UPA possui uma verba depositada em conta corrente do Município no valor de R$ 300 mil, fruto de uma emenda parlamentar do ex-deputado federal Alex Canziani. Esse dinheiro será utilizado em melhorias planejadas por uma equipe de técnicos, entre engenheiros e arquitetos, que já esteve na cidade vistoriando o prédio da UPA para a instalação da Unidade do Hospital do Câncer de Londrina.

Com a aprovação do projeto, a diretoria do HCL planeja antecipar a prestação de serviços médicos na região, com uma unidade móvel que vai percorrer as cidades da região realizando atendimento preventivo de diagnósticos, principalmente em razão da alta incidência de câncer de mama nos municípios do Norte Pioneiro.