Gusttavo Lima é acusado de dar calote e caso vai parar na Justiça

Cantor estaria devendo cerca de R$ 68 mil. A defesa dele nega os serviços e pede extinção processual

Gusttavo Lima está sendo acusado de dar calote em uma empresa que instalou equipamentos em sua mansão. O valor surpreende e bate a cifra de R$ 68 mil reais. De acordo com a colunista Fábia Oliveira, do portal Em Off, o cantor e sua empresa, a Balada Eventos, se tornaram alvo de uma ação na Justiça por não pagamento a uma empresa de automação de áudio e vídeo que prestou serviços à ele.

Ainda segundo Fábia, que teve acesso aos autos do processo, a defesa de Gusttavo Lima afirma que não existe prova escrita, que a foto juntada na petição inicial não tem nitidez, além de não identificar quais aparelhos eletrônicos foram instalados, nem datas da aquisição e instalação na mansão do artista, em Goiânia (GO). Por isso, pede extinção processual.

 

Fonte: TV Foco

Comentários